Seja Bem Vind@, Alta Floresta -

Procurando algo, pesquise aqui:

Alta Floresta terá mestrado da Unemat em Biodiversidade e Agroecossistemas

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

A Universidade do Estado de Mato Grosso terá mestrado em Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos, a ser desenvolvido no campus de Alta Floresta, com abertura de 14 vagas anuais a partir de 2012. O resultado do edital de Propostas de Cursos Novos (APCN) foi divulgado, nessa segunda feira (19.12), pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pode ser conferido em http://capes.gov.br/

O mestrado é composto de duas linhas de pesquisa: "Diversidade Biológica" e "Agroecossistemas amazônicos" e será aberto a profissionais de diferentes áreas de conhecimento.

O curso tem característica interdisciplinar. O corpo docente é composto de 14 professores com formação em Ciências Biológicas, Ciências Agrárias, Engenharia Florestal, Geografia e Zootecnia.

De acordo com a coordenadora do programa, professora Lúcia Filgueiras Braga, o programa visa à formação de um profissional crítico capacitado para tomada de decisões com a finalidade de utilizar, modificar ou criar sistemas produtivos e extrativistas, considerando a conservação da biodiversidade e valorizando produtos regionais.

O edital para a primeira turma, com critérios de seleção, datas para inscrição e matrícula será divulgado posteriormente.

Pós-graduação - Este é o oitavo programa de pós-graduação stricto sensu da Unemat, com abertura de turmas anuais. A Universidade já oferece mestrado institucional nas áreas de Genética e Melhoramento Vegetal, Ambiente e Sistema de Produção Agrícola, Ciências Ambientais, Ecologia e Conservação, Estudos Literários, Educação e Linguística.

"A interiorização da pós-graduação stricto sensu é uma meta desta gestão. Novos programas de mestrado e doutorado deverão ser encaminhados nos próximos anos, buscando o sucesso na avaliação da Capes", afirmou a Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação, Áurea Regina Ignácio.








Fonte: Danielle Tavares/sonoticias

Nenhum comentário:

Comente você também sobre este assunto.